cerveja dos reis amsterdam de molen

#35 – Amsterdam – Cervejaria De Molen

Brouwcafé De Molen – Cervejaria De Molen

Já mencionei anteriormente que, se existe uma cervejaria que mostrou ao mundo que a Holanda não se resume à Heineken, essa cervejaria é a De Molen. Apesar de relativamente nova, suas cervejas ousadas e muito bem feitas chamaram a atenção da comunidade cervejeira de tal modo que, em muitos sites de avaliação, a Molen aparece como uma das melhores cervejarias do mundo!

cerveja dos reis amsterdam de molen

cerveja dos reis amsterdam de molen

 

Apesar de estar há apenas 50 km de Amsterdam, em uma cidadezinha chamada Bodegraven, a ida de trem é um pouco demorada, pois é preciso passar por Leiden e fazer a conexão. Ao todo, gastamos 1h e 30 do centro até a estação da cidade. O clima é bastante interiorano, a cidade é muito simpática e não há nem sinal de turistas, a não ser os lunáticos que aparecem por lá para terem a experiência de tomar uma De Molen fresca e levar algumas garrafas para casa.

De Molen significa literalmente “O Moinho”, e o café da cervejaria fica em um belo moinho à beira de um canal. Como chegamos numa quarta-feira no horário de almoço, as coisas estavam muito calmas, basicamente locais almoçando e tomando uma cerveja. Aproveitamos que o dia estava ensolarado e sentamos na parte externa para apreciar o moinho enquanto experimentávamos algumas das melhores cervejas da viagem:

cerveja dos reis amsterdam de molen

  • Hop e Liefde (American Pale Ale): como pede o estilo, é uma cerveja de corpo médio, aromática e de amargor mediano. Diferentemente das americanas clássicas, tem uma base de caramelo mais perceptível e aroma herbal de lúpulos alemães.
  • Half Life: cerveja da Tempest, cervejaria “convidada”. Session IPA bem ao estilo americano: dourada, turva e com intenso aroma cítrico e frutado.
  • Vluur e Vlam (IPA): âmbar, levemente turva, caramelo de malte e aroma de lúpulos cítricos e florais. Corpo mediano, amargor intenso e persistente mas muito bem equilibrado no conjunto. Excelente!
  • Hamer e Sikkel (Porter): marrom escura, brilhante. Corpo leve, aroma e sabor intenso de café torrado e um pouco picante. Muito boa! 

cerveja dos reis amsterdam de molen

 

cerveja dos reis amsterdam de molen

Teste de Russian Imperial Stout (3 amostras de 100 ml)

  • Hel e Verdoemis (RIS clássica): negra, densa, cremosa. Aroma e sabor de café, chocolate, castanhas e madeira (resina de lúpulo?). Amargor de intensidade média-alta, equilibrando o dulçor do malte e conferindo um sabor herbal refrescante. Sensacional!
  • Ali e Baba (RIS com semente de gergelim tostada): negra, densa, espessa. Aroma lembrando pasta árabe de gergelim. Encorpada, aveludada, amargor médio-baixo, destacando o dulçor residual de malte. Achei que o gergelim deixou a cerveja um pouco oleosa e enjoativa. Não curti muito a combinação.
  • Mout e Mocca (RIS mais intensa que a primeira): Muito parecida com a Hel e Verdoemis, porém um pouco mais alcoólica. Igualmente boa, mas achei a primeira mais equilibrada e saborosa.

No meu ranking, a Hel e Verdoemis, uma RIS clássica, foi a melhor. Simplicidade e equilíbrio têm o seu lugar. 

cerveja dos reis amsterdam de molen

 

cerveja dos reis amsterdam de molen

 

cerveja dos reis amsterdam de molen

 

cerveja dos reis amsterdam de molen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *