#39 – Bruxelas – Vila Delirium

A Vila Delirium é impressionantemente grande e tem mais de 2 mil rótulos de cervejas belgas.

A Vila Delirium de Bruxelas é uma coisa assombrosa, nunca vi nada parecido em todas essas andanças cervejeiras. Localizada em um beco próximo à praça central, é composta por uma série de casas, cada uma com uma pegada diferente (pub, café, lounge, etc) e abarrotada de pessoas do mundo inteiro bebendo todo tipo de cerveja belga, cada qual no seu copo correspondente. A carta de cervejas é, na verdade, uma revista (pode ser adquirida por 5 euros) e conta com mais de 2 mil rótulos!

O serviço geralmente é feito no balcão, onde há incontáveis torneiras para serviço de chope e uma enorme câmara fria onde são armazenadas as garrafas. Para completar a experiência, música alta e o barulho constante de garrafas sendo abertas de forma estrondosa, com as tampinhas batendo no teto e caindo no chão. Na saída do beco, não é incomum encontrar copos largados nos cantos por bêbados descuidados.

Nos 3 dias que ficamos em Bruxelas, sempre que passávamos pela praça central dávamos um pulinho na Vila Delirium para provarmos uma cerveja diferente.

amsterdam delirium

belgica delirium

belgica delirium

O serviço, dependendo da lotação da casa, pode ser um pouco demorado, mas os garçons em geral são atenciosos. Passamos por lá duas vezes durante nossa estadia em Bruxelas, tentando aproveitar o máximo possível dessa experiência. Provamos as seguintes cervejas:

• Floris Wit: uma witbier clássica, como a Hoergaarden, porém mais floral. Muito gostosa e refrescante.

• Chimay Blanc (Tripel): uma cerveja trapista fantástica, bastante cítrica (casca de laranja) e com bom equilíbrio de dulçor e amargor (diferentemente de muitas cervejas belgas produzidas aqui no Brasil, adocicadas demais). Muito fácil de beber, apesar de ter 9% de álcool!

• Saison Dupont: cerveja icônica e inspiradora, foi nela que me baseei quando produzimos a Saison Dos Reis. Dourada, espuma vigorosa, bastante seca, aroma e sabor levemente frutado e   floral. Fantástica!

• Saison Debus: pouco conhecida fora da Bélgica mas bastante famosa no país, em função dos prêmios que já ganhou. É dourada, tem corpo leve, teor alcoólico mediano e bastante adição de lúpulos nobres alemães, conferindo um aroma floral e herbal bem destacado. Deliciosa.

belgica delirium

belgica delirium

belgica delirium

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *